Ligue para: +55 (13) 99720-7170
Santa Branca, SP, Brasil, Veja o Mapa
 

A formação da RAÇA GIROLANDO

Origem:

As primeiras notícias do surgimento desses animais data da década de 40. Pelos anseios dos criadores brasileiros, começaram a praticar o cruzamento de Gir com o Holandês intensamente, procurando que as duas raças se complementassem com rusticidade e produtividade.

Atualmente o Ministério da Agricultura, juntamente com as associações representativas traçaram as normas para a formação do Girolando - Gado Leiteiro Tropical (5/8 hol + 3/8 gir - Bi Mestiço) -, transformando-o em prioridade nacional, objetivando um gado produtivo e padronizado..

Vigor híbrido:
Um dos maiores atributos do GIROLANDO

A utilização de Heretose é a mais útil e extensiva aplicação da moderna genética. Processo de resposta rápida, sendo ainda o método que pode utilizar mais intensamente as qualidades existentes nas raças puras.

Geralmente, o nível de resposta do vigor híbrido é maior para os caracteres de baixa herdabilidade, e que por sua vez possuem maior valor econômico.

Dádiva da natureza, pois tal é a superioridade do Girolando, que além de ter conjugado a rusticidade do Gir e a produção do Holandês, adicionou características desejáveis das duas raças em um único tipo animal, fenotipicamente soberano, com qualidades imprescindíveis para produção leiteira nos trópicos.

A formação da raça “GIROLANDO” é uma prioridade do Ministério da Agricultura.

Íris Rezende Machado – março de 1989,
Ministro da Agricultura.

Principais características:

as fêmeas Girolando, produtoras de leite por excelência, possuem características fisiológicas e morfológicas perfeitas para a produção nos trópicos atribuindo um desempenho muito satisfatório economicamente. Os machos por sua adaptabilidade, conseguem desempenho comparável com qualquer cruzamento industrial específico para carne, quando colocados em situações idênticas de criação.

Sua capacidade de auto-regulação do calor corporal, sua conformação muscular e esquelética, aprumos e pés fortes, hábito de pastejo, capacidade ruminal etc., são condições que lhe atribuem grande resistência e adequação ao meio ambiente. Longevidade, Fecundidade e Precocidade estão bem evidentes no Girolando, virtudes que resultam uma ótima produção vitalícia e uma prole numerosa, que inicia-se normalmente aos 30 meses de idade (1a. cria), o pico de produção leiteira chega até os dez anos, e produz satisfatoriamente até aos 15 anos de idade.




Produção Leiteira

Responsável por 80 % do leite produzido no Brasil, fica aí evidente, a afinidade do Girolando com o tipo de exploração, propriedades, mercado e o produtor nacional.
Como o sistema de produção de leite é altamente influenciado por fatores "Extra Genéticos", a prioridade dos produtores profissionais deve se fundamentar nos elementos reais (R$) de produtividade, ou seja, reduzir ao máximo o custo de produção e não aumentar o volume produzido a qualquer custo.
Isto no Brasil, só é possível com o Girolando, que:

  • Produz satisfatoriamente sob pastejo e consegue aproveitar muito bem as forragens de baixa qualidade.
  • A média de produção leiteira por lactação é de 3.600 Kg. (duas ordenhas/dia) em 305 dias, com 4 % de gordura, acumulando uma produção vitalícia acima dos 20.000 Kg de leite, que inicia-se normalmente aos 30 meses de idade. O período de lactação médio gira em torno dos 280 dias, tendo o pico de produção entre os 30 e 100 dias com ótima persistência.
  • Adapta-se muito bem a qualquer tipo de manejo, mesclando a criação sob pastejo com a estabulação, tendo excelente desempenho com a Ordenha Mecânica e sem a presença do bezerro ao pé.

Aproveitamento Comercial

O resultado econômico da atividade leiteira é oriundas da venda de leite, animais e sêmen.
Devemos ressaltar que muitas vezes, a comercialização dos bovinos que "sobram"no processo produtivo é mais significativa do que a venda da produção leiteira propriamente dita.
A raça que vale ouro nos trópicos, hoje é vendida por encomenda, tal é a procura e o interesse cada vez mais crescente pelo Girolando.
A panorâmica das exposições brasileiras, é um fato que comprova a consolidação do Girolando como a raça mais viável para o país, notamos em todos os eventos, a presença cada vez mais expressiva desses animais e sempre de excelente qualidade. Polivalente por natureza, estes produtos têm mantido uma sequência de sucessivos recordes em leilões.